PUBLICIDADE
Agronegocio
Noticia de: 26 de Novembro de 2017 - 06:49
Semana da Conciliação começa no dia 27 com mais de 3.200 processos



 
 

Semana da Conciliação começa no dia 27 com mais de 3.200 processos

 
 

De 27 de novembro a 1º de dezembro, o Judiciário sul-mato-grossense estará mobilizado na Semana da Conciliação, uma ação que visa articular operadores do Direito e sociedade para praticar, disseminar a conscientização e a cultura conciliatória como mecanismo eficiente para a efetiva prestação jurisdicional. Durante a semana estão pautados 3.244 processos para irem para uma audiência conciliatória em todas as comarcas de MS.

Como em todos os anos, ficou disponível no portal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul um link para a população fazer o agendamento on-line de audiências para a Semana da Conciliação 2017. Foram 840 inscrições feitas pela internet. Os cartórios, em todo o Estado, pautaram 2.404 processos com perfil para conseguir um acordo na conciliação.

A coordenação da mobilização em MS será responsabilidade do Des. Vladimir Abreu da Silva, coordenador de Conciliação do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec), e do juiz Cezar Luiz Miozzo, sob a presidência do primeiro.

O juiz Cezar Miozzo lembra que a Semana da Conciliação é um evento para pautar a sociedade sobre a possibilidade de resolução dos conflitos de forma consensual, sem que um terceiro (Juiz) diga quem está com a razão.

“Todos os dias são feitas conciliações e mediações em todas as comarcas e varas de MS, mas esta semana é um evento para convidar a sociedade para praticar a conciliação, uma metodologia que é melhor para as partes. Nós observamos que quando as pessoas vão para uma conciliação elas têm a oportunidade de voltarem a ter um diálogo e dizer o que será bom para elas, por isso é um verdadeiro ganho se chegar a um acordo, sem que o juiz tenha que dizer quem tem a razão”, diz Miozzo.

Participarão da Semana da Conciliação todas as comarcas e varas de MS cujos feitos permitam a conciliação e, em segundo grau, os desembargadores que aderirem ao movimento. O esforço concentrado sul-mato-grossense, a exemplo de anos anteriores, integra a campanha nacional do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que será realizada em âmbito nacional no mesmo período.

Nas causas patrocinadas pela Defensoria Pública e naquelas em que há intervenção do Ministério Público, as audiências foram agendadas para possibilitar a presença do defensor e do representante do Ministério Público, tanto no primeiro como no segundo grau.

Realizado o acordo na audiência de conciliação, este será homologado pelo Juiz de Direito ou Desembargador que presidir o feito.

Saiba mais – Incluída no Código de Processo Civil de 2015 como etapa processual obrigatória, a solução de conflitos pela via da conciliação dispensa a atuação imediata de advogados e do juiz, que apenas valida formalmente os acordos negociados entre as partes. De acordo com dados do CNJ, existem mais de 74 milhões de processos judiciais em tramitação no Judiciário brasileiro.

Em 2016, foram feitas em todo o país mais de 274 mil audiências durante a Semana Nacional de Conciliação e mais de 130 mil acordos homologados. Desde 2006, quando o evento foi feito pela primeira vez, já foram feitas mais de 2 milhões de audiências, alcançando cerca de R$ 10 bilhões em valores homologados.

A conciliação pode ser utilizada em quase todos os casos: pensão alimentícia, divórcio, desapropriação, inventário, partilha, guarda de menores, acidentes de trânsito, dívidas em bancos e financeiras e problemas de condomínio, entre vários outros. Exceção para casos que envolvam crimes contra a vida (homicídios, por exemplo) e situações previstas na Lei Maria da Penha.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
23/02/2018 - 16:28  Corpo de Bombeiros Militar em Coxim, atende ocorrência de ataque de abelhas no Pantanal
23/02/2018 - 16:24  PMA e Polícia Civil de Naviraí realizam operação, autuam quatro infratores e apreendem 118 kg ...
23/02/2018 - 12:04  Equipe de Radiopatrulha do 7º Batalhão PM em Aquidauana prende homem envolvido em homicídio ...
23/02/2018 - 11:42  Informe Energisa
23/02/2018 - 09:01  Polícia Militar prende jovem acusado de atirar em uma mulher durante roubo
23/02/2018 - 08:54  Comandante do 7º Batalhão PM recepciona Governador Reinaldo Azambuja, durante visita às ...
23/02/2018 - 08:51  DOF recupera três motocicletas furtadas em Maracaju
23/02/2018 - 08:40  Direção da UFMS Câmpus de Aquidauana recepcionou os calouros com apresentações administrativas ...
23/02/2018 - 08:36  Juíza do CNJ visita presídios femininos da Capital e destaca atuação do Judiciário de MS
23/02/2018 - 08:26  Fundesporte leva Dia de Lazer em quatro municípios neste fim de semana
23/02/2018 - 08:22  PMA reforça as ações e número de autuações por caça ilegal aumentou em 75% no ano passado
23/02/2018 - 08:20  Reinaldo Azambuja anuncia ajuda emergencial a desabrigados pela chuva em Aquidauana
23/02/2018 - 08:16  Prefeitura de Corumbá monitora área ribeirinha do Pantanal com transbordamento do Rio Paraguai
22/02/2018 - 14:18  Corpo de Bombeiros Militar encerra instrução de manuseio e emprego de armas de porte ...
22/02/2018 - 14:13  DOE publica licitação de mais de R$ 5 milhões para Anastácio e divulga mais investimentos
22/02/2018 - 12:33  Polícia Militar apreende carreta de milho com quase 4 toneladas de maconha escondida
22/02/2018 - 12:28  Centro-Oeste tem o maior número de acessos à internet pelo celular do Brasil
22/02/2018 - 12:25  Rio Aquidauana desce mais de 1 metro e saldo é de 153 pessoas desabrigadas
22/02/2018 - 12:18  NOVAS VAGAS DE EMPREGO PARA ESTA QUINTA-FEIRA
22/02/2018 - 12:15  Rio Aquidauana diminui o nível
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE