PUBLICIDADE
Agronegocio
Noticia de: 04 de Janeiro de 2018 - 13:38
PMA autua 30, apreende 1232 kg de peixes capturados durante a piracema e aplica R$ 131,3 mil em multas em dois meses de operação



 
 

PMA autua 30, apreende 1232 kg de peixes capturados durante a piracema e aplica R$ 131,3 mil em multas em dois meses de operação

 
 

Completaram-se amanhã (5), dois meses de período de defeso para proteção do período reprodutivo dos peixes, a “piracema”. Até este segundo mês, a quantidade de autuados foi 16,7% menor em comparação ao segundo mês da operação passada. Foram 30 autuados nesta operação e 36 na passada. Dos autuados, 28 foram presos por pesca predatória e 2 (dois) foram pegos com pescado sem ter declarado estoque, o que não é crime ambiental. Na operação passada foram 32 presos e 4 (quaro) foram autuados por falta de declaração de estoque.


O número de pescado apreendido foi 65,81% superior. Foram 1232 kg de pescado apreendidos nesta e 743 kg até o segundo mês da operação passada. Foram aplicadas multas que chegaram a R$ 131.290,00 e R$ 64.530,00 durante o mesmo período à piracema passada. A quantidade de petrechos de pesca ilegais, barcos e motores de popa apreendidos está dentro do que se apreendeu em piracemas anteriores.


Nesta operação (2017-2018), o segundo mês foi mais tranquilo em comparação ao primeiro mês de piracema. Foram 22 autuados no primeiro mês e 8 (oito) no segundo e apenas 10 kg de pescado apreendidos, enquanto no primeiro mês foram 1.222 kg. Porém, essa quantidade deveu-se a uma apreensão de 949 kg em uma única ocorrência em Corumbá. Essa redução no segundo mês tem sido comum também em operações anteriores. Os maiores problemas de pesca predatória ocorreram neste segundo mês em Aquidauana e no primeiro em Corumbá.
ESTRATÉGIA DE FISCALIZAÇÃO
A PMA manterá a estratégia de fiscalização intensiva, para que haja sempre um grande número de pessoas que desrespeitam a lei presas, no momento que iniciam a pescaria. Ou seja, sem que tenham conseguido capturar grande quantidade de pescado. Esta é a melhor estratégia e é o que vem acontecendo em cada piracema, em que a quantidade de pescado apreendida vem mantendo-se na mesma média, bem como o número de pessoas presas.


Espera-se apreender durante toda essa piracema, a mesma quantidade de pescado que tem sido apreendido em piracemas anteriores, desde que a PMA tem adotado a estratégia de monitorar os cardumes no ano de 2000, que tem sido em média de uma tonelada. A colocação de Policiais em Postos Avançados nas principais cachoeiras e corredeiras, onde os cardumes são mais vulneráveis tem sido um fator fundamental de prevenção.


A ordem do Comando da PMA continua sendo a de encaminhar os autuados às delegacias para serem presos em flagrante, embora estes saiam após pagarem fiança. No entanto, isso serve para demonstrar ao autuado de que ele está cometendo um crime passível de cadeia. Além do mais, em caso de reincidência não há fiança.


As pessoas autuadas e presas responderão a processo criminal e poderão, se condenadas, pegar pena de um a três anos de detenção (Lei Federal 9.605/1998). Além disso, a multa administrativa é de R$ 700,00 a R$ 100.000,00, mais R$ 20,00 por quilo do pescado irregular (Decreto Federal 6.514/2008).


Tabela 1 – Ocorrências de pesca durante o 1º mês de piracema por município.


Tabela 3 – Números totais do segundo mês da piracema 12/13 a 17/18.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
18/10/2018 - 17:54  Projeto Educação de Transito
18/10/2018 - 17:50  Promotora de Justiça ministra palestra sobre “o Papel do Ministério Público em defesa da pessoa ...
18/10/2018 - 17:44  Projeto Saladão já vende produtos de pequenos agricultores em bairros da Capital
18/10/2018 - 17:40  Saúde de Aquidauana intensifica atividades para mulheres no Outubro Rosa
18/10/2018 - 17:21  Prefeitura e ONG Abrigo dos Bichos discutem parceria em Aquidauana
17/10/2018 - 12:25  Corpos de duas mulheres são encontrados em meio a lixão na fronteira
17/10/2018 - 12:22  Apesar de crise, orçamento de MS tem previsão de R$ 15,04 bilhões para 2019
17/10/2018 - 12:17  PCC estaria por trás do atentado a Jair Bolsonaro, afirma jornalista
17/10/2018 - 11:50  Ex-alunos da Escola Candido Mariano visitam as instalações do 7º Batalhão PM.
17/10/2018 - 11:39  TJ determina que igreja devolva valor de automóvel doado por fiel
16/10/2018 - 11:15  Curso de Plantas Alimentícias do Cerrado e Pantanal será realizado em outubro
16/10/2018 - 11:09  Leilão do TJMS tem caminhões e carro com lance a partir de R$ 300
16/10/2018 - 11:07  Com blitz, policiamento ostensivo e abordagens, 7º Batalhão PM desenvolve ações preventivas nos ...
16/10/2018 - 11:04  “Operação Padroeira do Brasil” - 7º Batalhão PM realiza operação no feriado prolongado e ...
16/10/2018 - 11:02  7º Batalhão PM em Palmeiras garante a segurança na “Procissão de Barcos no Rio Aquidauana”, ...
16/10/2018 - 10:54  Acidentes nas rodovias estaduais reduzem em 40% no feriado prolongado em comparação a 2017
14/10/2018 - 22:15  Homem reclama de open bar e ao filmar local indignado é agredido por seguranças e expulso de ...
14/10/2018 - 22:11  Suspeito de roubar motorista é preso horas depois após deixar revolver cair da cintura em MS
14/10/2018 - 21:51  Motor de barco estraga no Pantanal de MS e pescadores são resgatados pela Marinha
14/10/2018 - 21:50  Banco na Capital é arrombando e dinheiro de cofre é levado durante madrugada
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE