PUBLICIDADE
Agronegocio
Noticia de: 08 de Fevereiro de 2018 - 09:33
Campanha do TJMS busca Carnaval sem assédio contra mulheres



 
 

Campanha do TJMS busca Carnaval sem assédio contra mulheres

 
 

O Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul, por meio da Coordenadoria da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar, lança a Campanha contra o assédio durante os festejos de Carnaval em todo o Estado. Posts com as hashtags #zeroassedio e #respeito estão nas redes sociais do TJMS para passar a mensagem: “Neste Carnaval pode pular, pode brincar, mas sem assediar, ok?”.

A coordenadora da Mulher de MS e juíza da 3ª Vara de Violência Doméstica da Capital, Jacqueline Machado, explica que as mulheres devem se empoderar e não aceitar os atos de assédio. Quem se sentir lesada pode procurar a Casa da Mulher Brasileira, na Capital, e as delegacias no interior, ou ainda ligar nos telefones 180 ou 190.

A campanha começa antes dos dias de festejos de carnaval, justamente para conscientizar e informar que o assédio não deve ser tolerado. “É muito importante que se entenda que os direitos dos homens e das mulheres são iguais. A mulher tem direito à privacidade do seu corpo, tem direito de usar a roupa que quiser sem ser molestada por isto. Quando a mulher diz não, é não. O homem precisa entender que a mulher tem voz e que ele pode perguntar e não passar a mão ou forçar um beijo ou passar a mão”, diz Jacqueline.

Para se ter ideia do cenário de violência de gênero, que ocorre durante os dias de carnaval, no ano de 2017 as denúncias de assédio sexual subiram 90% em todo o Brasil, de acordo com a Secretaria de Políticas para as Mulheres do Governo Federal.

“Eu verifico que há aumento das denúncias de assédio, durante os festejos de carnaval, devido ao encorajamento das mulheres em não se calar e denunciar, diante dos assédios”, disse a magistrada, que ressalta o caráter estrutural, de educação e de cultura da sociedade, que ainda é muito machista.

Para ficar um pouco mais claro como se configura o assédio sexual, principalmente durante o carnaval, a juíza reforça as práticas que podem acontecer.

O assédio é aquele comportamento ofensivo, impertinente, que perturba e que pode configurar várias crimes, inclusive o estupro, a depender da forma como é feito. “As mulheres têm voz e elas sabem dizer quando querem ou quando não querem uma relação, ou algum tipo de vínculo. Os homens precisam aprender a perguntar, a ouvir um não e aceitá-lo. E isto é que é básico na nossa sociedade”.

“É importante deixar claro para os foliões, homens e mulheres, que o corpo feminino deve ser respeitado, independente da roupa que a mulher está vestida, já que as fantasias de carnaval costumam mostrar muito mais o corpo da mulher, mas isto não justifica, de modo algum, qualquer tipo de assédio ou agressão”, diz a magistrada, finalizando, “com respeito, tudo dá certo e o Carnaval se torna muito melhor”.

Como denunciar – As pessoas que se sentirem assediadas podem ir na Casa da Mulher Brasileira de Campo Grande, localizada na rua Brasília, s/n, no Jardim Imá (próximo ao Aeroporto) e, no interior, nas Delegacias de Polícia. Também podem ligar no número 180 (Central de Atendimento à Mulher), no 190 de emergência da Polícia, ou no telefone 0800 647 1323.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
18/09/2018 - 18:18  MPMS deflagra Operação Narco 060 na capital e interior do Estado
18/09/2018 - 18:15  Artista deve ressarcir Fundação de Cultura por não prestar contas
18/09/2018 - 11:48  Anatel começa domingo processo de bloqueios de celulares irregulares
18/09/2018 - 11:42  Prefeitura abre inscrições em concurso público com salários de até R$ 8,9 mil
18/09/2018 - 11:36  Ladrões invadem lotérica de Campo Grande pelo telhado e furtam dinheiro de cofres
18/09/2018 - 11:32  Ladrão derruba comerciante no chão em frente a banco e leva R$ 29 mil
18/09/2018 - 11:23  Troca de tiros entre pistoleiro e traficante mobiliza polícia na fronteira
18/09/2018 - 11:05  Justiça acata pedido do MPMS e Omep e Seleta terão que devolver mais de 74 milhões aos cofres ...
18/09/2018 - 11:00  Com lances a partir de R$ 50, SAD promove leilão com 130 lotes de veículos e sucatas
17/09/2018 - 14:38  Casa do Trabalhador de Aquidauana oferece duas vagas de emprego para hoje
16/09/2018 - 14:58  Tio fica em estado grave após ser esfaqueado pelo próprio sobrinho em MS
16/09/2018 - 14:54  Traficante ‘camuflou’ 110 kg de maconha em compartimentos de carro, mas acabou preso pela PMA
16/09/2018 - 14:50  Banco do Nordeste lança edital de concurso com 700 vagas
16/09/2018 - 14:43  Departamento de transito e Planejamento da Prefeitura de Aquidauana muda itinerário do final da ...
16/09/2018 - 14:33  Mais um turma de alunos concluem Curso de Informática Avançada no CRAS
14/09/2018 - 12:19  Três meses após prisão em MS, traficante "cai" com 650 kg de droga
14/09/2018 - 12:15  Três dias depois de operação da Polícia Federal, "Polaco" segue foragido
14/09/2018 - 12:10  Administração equilibra finanças e devolve Aquidauana ao caminho do desenvolvimento
14/09/2018 - 12:03  Comandante do 7º Batalhão de Polícia Militar recebe visita do Juiz da Comarca de Miranda e ...
14/09/2018 - 11:58  Coordenadora da Infância destaca benefícios do apadrinhamento
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE