PUBLICIDADE
Agronegocio
Noticia de: 16 de Abril de 2018 - 11:50
Impacto com novo mínimo será de mais de R$ 784 milhões nas contas municipais



 
 

 
 

O anúncio do governo federal de que o salário mínimo deve subir para R$ 1.002,00 no próximo ano acende o alerta das contas públicas. O projeto da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) de 2019 encaminhado ao Congresso Nacional propõe aumento nominal de 5,03%, em comparação ao valor atual, de R$ 954,00. Nesta quinta-feira, 12 de abril, os ministros do Planejamento, Esteves Colnago; e da Fazenda, Eduardo Guardia, apresentaram as projeções e os principais pontos da proposta.

Descontada a projeção de inflação feita pelo próprio Executivo para 2018 (INPC de 4%), o aumento real seria de 1%. A expectativa é que o salário mínimo chegue a R$ 1.076,00 em 2020 e a R$ 1.153,00 em 2021. As pastas reconhecem que o novo valor impacta o Orçamento em R$ 16,8 bilhões, já que despesas com benefícios previdenciários e assistenciais estão vinculados ao salário mínimo.

Em âmbito local, a CNM (Confederação Nacional de Municípios) destaca que o aumento provocará um impacto nas folhas de pagamento municipais de mais de R$ 784 milhões para 2018, valor este 70% menor que o causado em 2017. O crescimento de 2019 em relação a 2018 será de R$ 48,00 reais, com um efeito previsto de mais de R$ 2 bilhões para as folhas municipais, enquanto de 2020 em relação a 2019 será de R$ 74,00, resultando em R$ 3.408 bilhões.

Despesas com pessoal

Por um lado, a política de aumento de renda via atualização do salário mínimo, adotado pelo governo federal nos últimos anos, aumenta o poder de compra das pessoas. Não se pode esquecer, porém, que, por outro lado, a medida causa problemas de caixa às prefeituras brasileiras. Ao considerar os efeitos nos indicadores econômicos, é preciso avaliar, portanto, as consequência para as finanças públicas municipais.

Vale lembrar que a maior parte de empregados do país se encontra nos municípios brasileiros. São mais de 3 milhões de funcionários com remuneração vinculada ao salário mínimo. Uma vez estabelecido o aumento, o impacto fiscal ocorre de maneira permanente, pois é vedada qualquer redução nominal de rendimento.

Comparações

A expectativa inicial era de que o salário mínimo fosse de R$ 979,00 em 2018, estimativa reduzida a R$ 969,00 com a revisão da meta fiscal e para R$ 965,00 no PLOA (Projeto de Lei Orçamentária Anual) para 2018, aprovado pelo Congresso Nacional. No entanto, o presidente da República Michel Temer fixou o valor em R$ 954,00, o que representa aumento de R$ 17,00, ou 1,81%, em comparação com o ano passado. O reajuste de um ano atrás tornou-se o menor em 24 anos. Com a redução, os Municípios terão uma economia R$ 507 milhões em 2018.

Como estudo da CNM mostra, desde 2003, a política de valorização do salário mínimo acumula um impacto de R$ 38.625 bilhões na folha de pagamento municipal. Esses novos valores conjugam com a política de contingenciamento do Governo Federal para o ano de 2018. É importante lembrar, que por lei, até 2019, a variação no valor do mínimo está vinculada ao crescimento do PIB, dos dois anos anteriores, conjugado com o INPC (Índice Nacional de Preço ao Consumidor), índice semelhante ao IPCA.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
18/09/2018 - 18:18  MPMS deflagra Operação Narco 060 na capital e interior do Estado
18/09/2018 - 18:15  Artista deve ressarcir Fundação de Cultura por não prestar contas
18/09/2018 - 11:48  Anatel começa domingo processo de bloqueios de celulares irregulares
18/09/2018 - 11:42  Prefeitura abre inscrições em concurso público com salários de até R$ 8,9 mil
18/09/2018 - 11:36  Ladrões invadem lotérica de Campo Grande pelo telhado e furtam dinheiro de cofres
18/09/2018 - 11:32  Ladrão derruba comerciante no chão em frente a banco e leva R$ 29 mil
18/09/2018 - 11:23  Troca de tiros entre pistoleiro e traficante mobiliza polícia na fronteira
18/09/2018 - 11:05  Justiça acata pedido do MPMS e Omep e Seleta terão que devolver mais de 74 milhões aos cofres ...
18/09/2018 - 11:00  Com lances a partir de R$ 50, SAD promove leilão com 130 lotes de veículos e sucatas
17/09/2018 - 14:38  Casa do Trabalhador de Aquidauana oferece duas vagas de emprego para hoje
16/09/2018 - 14:58  Tio fica em estado grave após ser esfaqueado pelo próprio sobrinho em MS
16/09/2018 - 14:54  Traficante ‘camuflou’ 110 kg de maconha em compartimentos de carro, mas acabou preso pela PMA
16/09/2018 - 14:50  Banco do Nordeste lança edital de concurso com 700 vagas
16/09/2018 - 14:43  Departamento de transito e Planejamento da Prefeitura de Aquidauana muda itinerário do final da ...
16/09/2018 - 14:33  Mais um turma de alunos concluem Curso de Informática Avançada no CRAS
14/09/2018 - 12:19  Três meses após prisão em MS, traficante "cai" com 650 kg de droga
14/09/2018 - 12:15  Três dias depois de operação da Polícia Federal, "Polaco" segue foragido
14/09/2018 - 12:10  Administração equilibra finanças e devolve Aquidauana ao caminho do desenvolvimento
14/09/2018 - 12:03  Comandante do 7º Batalhão de Polícia Militar recebe visita do Juiz da Comarca de Miranda e ...
14/09/2018 - 11:58  Coordenadora da Infância destaca benefícios do apadrinhamento
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE